Entenda o que é gestão de qualidade nas empresas e 5 dicas de como aplicá-la

Diante da atual conjuntura do mercado, torna-se imprescindível falar sobre gestão de qualidade nas empresas

Em um cenário no qual o consumidor se mostra cada vez mais exigente e seletivo, é preciso adotar padrões adequados de excelência para que o seu negócio garanta a satisfação de clientes, funcionários, fornecedores, investidores e parceiros.  

Esse investimento no constante aprimoramento dos processos é o que proporcionará os melhores resultados e garantirá que a sua companhia mantenha-se firme diante da competitividade do mercado.

Ao longo deste artigo que preparamos, você vai entender a importância de conduzir a gestão da sua empresa focando na qualidade, além de aprender cinco dicas sobre o assunto. 

O que é gestão de qualidade nas empresas

Surgido no Japão pós-guerra, o conceito de gestão de qualidade é fruto da necessidade de reconstrução do país por meio da atividade industrial. 

Uma metodologia de controle de qualidade foi desenvolvida, focando em detectar e eliminar defeitos ao longo do processo de desenvolvimento, desde a concepção do produto ou serviço até a distribuição – apenas posteriormente voltando-se a outros fatores, como atendimento ao cliente ou questões internas da empresa.

Essa abordagem compreende que a falta de qualidade no produto final pode trazer terríveis consequências – como, por exemplo, problemas de saúde, no caso de um alimento estragado, ou danos físicos, no caso de um aparelho defeituoso -, e visa uma maior segurança nos processos da empresa. E, dada sua importância, esse tema pede atenção constante, durante todo o processo de gestão.

Com o mercado cada vez mais dinâmico, esse conceito vem constantemente se aprimorando, mas sempre priorizando a qualidade do que é entregue ao consumidor final.

Vale lembrar que essa metodologia, tradicionalmente, abrange 8 pilares principais. São eles:

  • foco na satisfação do cliente;
  • liderança proativa; 
  • visão sistêmica e ampla sobre o funcionamento da empresa;
  • busca pela melhoria contínua;
  • decisões baseadas em fatos e dados concretos;
  • boas relações com fornecedores e parceiros;
  • gerenciamento por processos;
  • conscientização e envolvimento de todos os profissionais envolvidos.

Em resumo, podemos definir a gestão de qualidade nas empresas como uma ferramenta estratégica de melhoria de produtos e serviços, visando não apenas a total satisfação das necessidades do cliente, como a superação de suas expectativas, sendo um componente vital de uma gestão empresarial de sucesso.

SGQ: como funciona o Sistema de Gestão de Qualidade nas empresas

A fim de atribuir altos níveis de controle sobre os processos de gestão, foi criado o conceito de SGQ (Sistema de Controle de Qualidade). Trata-se de um instrumento de gerenciamento que reúne sistematicamente um conjunto de fatores relacionados à empresa e sua rotina organizacional, a fim de elaborar um padrão de excelência no qual toda a atividade da empresa deverá se basear.

Como referência internacional, foram desenvolvidas as normas ISO 9001, um conjunto de padrões de qualidade através do qual empresas podem se orientar ao definir e aprimorar seus processos, otimizando sua produtividade e obtendo bons resultados em relação a ações corretivas, preventivas e de melhorias.

A importância da gestão de qualidade nas empresas

Podemos observar que há uma série de fatores negativos que representam constante risco à produtividade e à competitividade das empresas, e que a implementação de uma gestão de qualidade pode reparar, dentre os quais podemos citar:

  • capacitação inadequada de RH;
  • tomada de decisões sem base ou sustentação;
  • posturas que em nada colaboram para um aprimoramento contínuo;
  • modelos gerenciais engessados e obsoletos;
  • baixos índices de confiabilidade.

Com efeito, esses e outros inconvenientes podem ser evitados com uma gestão de qualidade, que, quando realizada de forma competente, proporciona uma análise sistêmica sobre todos os aspectos de uma organização, detectando pontos que pedem melhor desempenho. Assim, os processos são otimizados, e isso é refletido nos maiores níveis de satisfação dos clientes e na consequente fidelização dos mesmos.

As vantagens da gestão de qualidade nas empresas

São inúmeros os benefícios de se adotar boas práticas de gestão da qualidade nas empresas. Organizações atentas à essa necessidade apresentam altos níveis de melhoria contínua, tanto em seus produtos e serviços, quanto em seus bens e processos internos. 

Observando bem as normas ISO 9001, modelo de gestão tido como referência mundial para empresas de todos os portes e segmentos, é possível atingir resultados extremamente satisfatórios, sendo os principais:

Altos níveis de satisfação do cliente

Uma vez que a empresa assegure o cumprimento de todos os padrões de qualidade, certamente, o cliente sentirá que suas necessidades estão sendo atendidas, e, assim, um relacionamento de fidelidade e confiança será estabelecido entre ambos. 

Sob o prisma da gestão de qualidade, essa é a maior conquista a ser realizada, e cujo valor é determinante para o potencial competitivo da empresa.

Produtos e serviços consistentes

Gestão de qualidade também age em prol da utilização coerente, eficiente e eficaz do tempo e dos recursos. Além de reduzir custos e potencializar lucros, uma produção e um processo comercial sólidos são essenciais para atingir os padrões de qualidade e excelência propostos.

Melhores práticas

Ao seguir padrões internacionalmente reconhecidos, a gestão de qualidade adotada pela empresa estará em consonância com as melhores práticas do mercado, de forma que a produção se mantenha consistente em relação ao cronograma da organização.

Produtividade

Uma vez que os processos estejam bem definidos, a produtividade aumenta exponencialmente, de modo que produtos e serviços sejam entregues rapidamente e sem consumir excesso de recursos. Desperdícios, retrabalhos e burocracias desnecessárias são praticamente eliminados.

Melhor desempenho empresarial

Outro grande benefício de uma gestão de qualidade eficiente, e, normalmente, um dos primeiros a ser observados, é que os objetivos determinados no planejamento estratégico são rapidamente alcançados. 

Processos de integração e alinhamento de atividades proporcionam confiabilidade e estabilidade, o que se reflete na qualidade do produto final.

Melhor desempenho financeiro

A implementação da gestão da qualidade é de grande influência nos resultados numerários, pois afeta positivamente a gestão financeira, favorecendo o controle de despesas e de caixa e garantindo resultados objetivos no que tange à lucratividade da empresa.

Comunicação interna

Uma vez que o sistema de gestão da qualidade envolva todos os níveis hierárquicos da organização em seu processo, ele também afeta afirmativamente a comunicação interna da empresa, garantindo clareza e objetividade na troca de informações pertinentes e fortalecendo o desenvolvimento pessoal de todos os profissionais.

5 dicas para pôr em prática a gestão de qualidade nas empresas

Implementar a gestão da qualidade nas empresas é uma tarefa complexa, mas existem cinco ações básicas que você precisa conhecer. Utilizando-se delas, você obterá bons resultados com um bom grau de facilidade, rapidez e organização. Confira a seguir:

1- Mapeie os processos

Conhecer as etapas de um negócio e a forma como elas se conectam é essencial para poder aprimorá-las. Para tal, é necessário um cuidadoso mapeamento dos processos e do que está ou não em conformidade na maneira como eles funcionam se relacionam. 

Observe atentamente cada área da sua empresa – marketing, RH, financeiro e todas as outras, sem se descuidar de nenhuma. Entenda quais as ligações entre elas, ouça as partes envolvidas, reúna informações, analise tudo o que disser respeito a elas, e será muito mais fácil tomar as decisões corretas.

2- Utilize as metodologias certas

Há, no mercado, uma série de metodologias consolidadas por sua eficiência. Não deixe de utilizá-las para a implementação da sua gestão de qualidade.

Por exemplo, a análise SWOT é precisa ao definir forças, fraquezas, oportunidades e ameaças do negócio – aspectos determinantes para estabelecer seus padrões de qualidade. 

O método 5W2H é eficiente quando procuramos detectar causas e ações, e a mentalidade Lean é vital para evitar desperdícios de recursos. 

O ciclo PDCA promove um fluxo consistente de mudança, o que é essencial para um controle de qualidade em longo prazo.

A depender do caso, pode ser necessário o uso de uma metodologia de forma separada ou da combinação entre duas ou mais delas. Conheça bem o seu negócio para determinar o que será mais relevante de acordo com a situação.

3- Mudanças controladas

Identificar os problemas e elaborar soluções são etapas preliminares – mas, em algum momento, é hora de agir e realizar as mudanças necessárias. Entretanto, é prudente não executar mudanças demasiadamente bruscas. 

Prefira transformações mais controladas, alterando uma parâmetro de cada vez. Dessa forma, você terá muito mais percepção sobre os impactos de cada ação tomada, e a sua compreensão sobre o processo será fortalecida, de forma que suas próximas ações estarão melhor direcionadas.

4- Acompanhe e otimize os resultados

Ao longo da implementação, é preciso que se faça um acompanhamento dos resultados. Somente assim o impacto das suas ações em cada processo poderá ser contemplado.

Mesmo ao atingir os níveis anteriormente estabelecidos, é importante buscar novos parâmetros de desempenho, aplicando o ciclo de melhoria contínua e mantendo o negócio sempre em movimento e aquecido.

5- A tecnologia é sua amiga 

Como você já pôde ver, a gestão de qualidade abrange uma série de ferramentas e soluções, e, nesse sentido, não é possível ignorar a importância do investimento em novas tecnologias. 

Softwares de SGQ e ERP são de grande valia para que a sua gestão de qualidade apresente uma performance prática, eficiente e otimizada.

Com toda essa informação, já deu para perceber a importância da gestão de qualidade nas empresas, não é mesmo? Então, agora que você entende sobre o assunto, que tal compartilhar este artigo nas suas redes sociais?

Deixe um comentário