modelo de gestão da empresa
Categorias:

Conheça os principais tipos de modelo de gestão de empresa

Para conquistar o seu público e fechar um número cada vez maior e melhor de negócios, sua empresa precisa estar antenada às mudanças do mercado e também ter uma gestão eficiente. Caso você tenha dúvidas sobre como isso é feito, não se preocupe, pois neste artigo mostramos quais são os tipos de modelo de gestão de empresas.

Ao contrário do que muitos pensam, a forma gerencial não varia de acordo com o tipo de negócio, pois empresas de nichos distintos podem optar pelo mesmo sistema, enquanto firmas da mesma área de atuação acabam aderindo a formatos totalmente diferentes.

Para entender essas distinções e como escolher o modelo ideal para você, continue a leitura!

O que é um modelo de gestão de empresas?

Ser o dono ou gerente de uma empresa somado a outras experiências comprovadas no mercado não são suficientes para fazer uma administração eficiente. Para que todos os membros da organização sigam o mesmo caminho que a levem em direção ao sucesso, é necessário seguir um modelo de gestão.

O conceito de modelo de gestão é composto de diversos pontos que embasam a forma como a empresa é conduzida, tais como:

  • objetivo do negócio;
  • valores e ideais compartilhados entre todos;
  • metas a serem atingidas por cada departamento;
  • perfil dos profissionais;
  • cultura organizacional;
  • políticas internas;
  • conhecimento de mercado;
  • acompanhamento dos concorrentes.

Por essa razão, antes de escolher o modelo mais apropriado para a sua empresa (tal como mostraremos mais adiante aqui neste post), é essencial conhecer bem o próprio negócio para saber qual formato de gerência deverá ser adotado.

Para quem está montando a sua primeira empresa, é altamente recomendável fazer o planejamento de negócio que envolve os objetivos, missão, visão e valores para que eles componham a base do modelo de gestão a ser feito.

Por outro lado, quem já possui ou gere uma empresa, mas não tem ideia das formas de gerência que são aplicadas, a recomendação é analisar os processos organizacionais a fim de entendê-los bem e definir o tipo mais adequado. 

Quais são os tipos de modelo de gestão de empresas?

Agora que você sabe o que é um modelo de gestão dentro de uma organização, vejamos quais são os principais tipos existentes em todos os tipos de negócio.

Gestão democrática

A gestão democrática tem esse nome justamente porque é um tipo cujas tomadas de decisões contam com a participação dos colaboradores.

Logo, esse modelo oferece a vantagem de aumentar o engajamento entre os funcionários que passam a se sentir mais valorizados por saber que suas ideias serão levadas em conta na administração do negócio.

Contudo, isso requer um cuidado dos gerentes que deverão usar suas experiências e habilidades em gestão de pessoas para lidar com atritos que possam ocorrer por meio de divergências entre os membros da firma.

Além disso, as sugestões de todos precisam passar por um filtro que considere os objetivos que a empresa quer conquistar e se elas fazem sentido para o negócio no momento.

Gestão meritocrática

Este modelo tem como base a meritocracia referente ao trabalho prestado pelos funcionários. Em suma, aqueles que apresentam melhores performances e resultados em seus respectivos departamentos são os escolhidos.

O benefício da adoção desse tipo é o fato de todos saberem que poderão ganhar esse reconhecimento caso tenham o desempenho esperado, o que pode deixá-los mais engajados.

Por outro lado, o ambiente laboral será mais competitivo e isso pode trazer problemas para alguns colaboradores que não conseguem lidar muito bem com competições dentro do trabalho.

Logo, ao escolher este modelo, um dos desafios é fazer com que todas as pessoas – mesmo as que são menos competitivas – se sintam motivadas também.

Gestão com foco em resultados

Todas as empresas – independente de serem pequenas, médias ou grandes – que tenham como base a oferta de produtos ou serviços certamente mantém o foco na obtenção de resultados cada vez maiores.

Este modelo é o ideal para empresas iniciantes que precisam de resultados a curto prazo ou para aquelas que precisam escalar os negócios e atingir o breakeven dentro de determinado tempo, cenário muito comum em startups.

Assim, os métodos adotados para alcançar as metas ficam em segundo plano, pois o mais importante é que o resultado chegue no final do mês. Claro que, com o passar do tempo, é recomendável que padrões de qualidade sejam seguidos à risca nesse sentido também.

Gestão com foco em processos

Ao contrário de projetos, os processos não possuem começo, meio e fim, pois devem ser executados constantemente em prol da otimização crescente do trabalho. Portanto, a gestão focada em processos segue o mesmo caminho.

Por sinal, o lado bom da adoção desse tipo é justamente o fato de que tal foco estará presente de forma frequente no trabalho.

Desse modo, o gestor da empresa precisa ter uma visão macro do próprio negócio a fim de observar o andamento dos processos de cada departamento e se certificar de que continuam sendo realizados da forma esperada.

Gestão autoritária

Ao contrário de alguns modelos aqui apresentados que contam com a colaboração de funcionários, neste a proposta é contrária, pois o foco da administração é no próprio gestor.

Empresas que têm membros muito jovens e com pouca experiência de mercado podem ver esse modelo como o mais apropriado para que todos tenham uma diretriz sólida de trabalho vinda de quem tem mais conhecimento sobre a firma e seu nicho de atuação.

Porém, é válido lembrar que empatia e cuidado com os liderados são pontos fundamentais para que eles te respeitem e sigam suas decisões.

Gestão de cadeia de valor

Baseado no termo criado por Michael Porter no livro “Vantagem Competitiva“, o modelo que segue a cadeia por valor requer que o trabalho atenda com excelência as necessidades dos clientes, além de acompanhar as tendências do mercado.

Logo, você e sua equipe devem focar em como gerar valor para o público que venha a consumir a sua oferta. Essa dedicação precisa estar presente em todos os setores da empresa: marketing, atendimento, comercial, etc.

A análise de mercado feita nesta forma de administração está diretamente ligada à vantagem competitiva que precisa estar evidente no produto ou serviço e na própria empresa para que as pessoas optem por fechar negócios com ela.

Qual é a importância do modelo de gestão empresarial?

Quando falamos sobre gestão de empresas, o ponto mais importante a ser considerado não é o produto ou serviço que o negócio tem a oferecer e sim o principal ativo da firma: as pessoas que fazem parte dela.

Se a administração de todos os departamentos anda bem, certamente é porque seus membros estão executando com eficiência as suas tarefas. Aqueles que não estiverem conseguindo fazê-lo devem buscar seus líderes e pedir ajuda.

Por essa razão, mesmo que você conte com uma pessoa ou equipe encarregada do RH, esteja atento ao que acontece dentro da empresa e como está o nível de satisfação dos seus colaboradores, pois ele está diretamente relacionado à eficácia do trabalho que levará a empresa ao seu objetivo.

Caso não seja isso que esteja acontecendo, é necessário rever o modelo de gestão e aplicar um que seja realmente eficiente para o seu negócio em particular.

Como escolher o modelo de gestão de empresa mais apropriado?

Como você pôde perceber ao longo deste artigo, os modelos de gestão trazem diversas estratégias que você pode encaixar nos seus processos administrativos. Diante de tantas opções, é comum surgir a dúvida: qual escolher?

Vale dizer que o sistema adotado por uma empresa por considerá-lo o melhor não necessariamente será o mais adequado para você. Por isso, começamos este post falando sobre a importância de conhecer o próprio negócio.

Ao ter esse conhecimento, você saberá quais são os maiores gargalos da sua gestão e qual tipo de gestão conseguirá sanar esses problemas. Vamos ver um exemplo?

Imaginemos que uma empresa esteja correndo risco de fechar caso não haja um aumento no seu faturamento em curto ou médio prazo. Para isso, é preciso fazer crescer o número de novos clientes, o que requer um grande empenho do time comercial.

Logo, há dois modelos que podem ser escolhidos. Um deles é o de meritocracia para congratular os vendedores que consigam trazer mais clientes. Porém, como a empresa corre perigo de encerrar suas atividades, o mais apropriado é o modelo de gestão com foco em resultados, pois canalizar todos os esforços em novos consumidores deve vir em primeiro lugar.

Assim, ao fazer uma análise profunda das necessidades e debilidades da firma, confira a lista de modelo de gestão de empresa que apresentamos aqui para identificar o que se encaixa melhor.

Aproveitamos para lembrar que, para fazer uma boa gerência, é preciso contar com os melhores softwares de administração. Um ERP, por exemplo, é capaz de unir todos os setores em um só lugar. Para saber mais sobre como ele funciona, confira o artigo que escrevemos a respeito!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *