processos de gestão de pessoas
Categorias:

Processos de gestão de pessoas: saiba quais são e como usá-los

Em mercados cada vez mais competitivos, as empresas têm focado em otimizar seus produtos ou serviços para atrair um número cada vez maior de clientes. Porém, são as pessoas que fazem parte dessas organizações que tornam isso realidade, o que reforça a importância dos processos de gestão de pessoas.

Você verdadeiramente conhece bem todos que trabalham para o seu negócio? Eles se sentem parte da empresa? Se sentem recompensados? Pensam em construir carreira dentro da firma? Ou em largar a sua firma para crescer profissionalmente em outro lugar (como nos concorrentes, por exemplo)?

Para saber as respostas dessas perguntas e como cuidar para que esses problemas não aconteçam, continue a leitura deste artigo!

O que é gestão de pessoas?

A gestão de pessoas envolve a administração do capital humano das organizações. Ela faz uso de métodos que unam tanto os objetivos dos funcionários quanto às metas que a empresa precisa alcançar.

Portanto, os gestores precisam estar a par do que as equipes precisam em termos de trabalho e planejam alcançar em nível de carreira. Por mais que o seu produto ou serviço da sua empresa seja incrível, os membros dela são o patrimônio mais importante.

Quais são os pilares da gestão de pessoas?

Para que esse tipo de gerência seja bem executada, é preciso seguir os pilares que listamos abaixo.

  • Motivação: trata-se de manter os funcionários com vontade de trabalhar por saberem que seus objetivos pessoais e profissionais serão alcançados.
  • Liderança: os membros da empresa precisam se espelhar naqueles que tenham experiência e representem os ideais do negócio, ou seja, os líderes.
  • Comunicação: se comunicar de forma clara com os seus colaboradores é essencial para que todos saibam o que fazer durante o trabalho.
  • Trabalho em equipe: por mais que os departamentos tenham funções distintas, a cooperação de todos é que fará a empresa ter sucesso.

Quais são os benefícios da gestão de pessoas?

Agora que você sabe o que é gestão de pessoas e qual é a sua importância, vejamos quais são as principais vantagens da sua adoção.

Qualidade nos processos de contratação

Algumas pessoas pensam que contratar funcionários resume-se apenas a analisar rapidamente um currículo, fazer uma entrevista e decidir na base do “feeling” se a contratação deve ser feita ou não. Mas, não é assim.

O processo requer levantar todos os pontos necessários para o cargo em questão, além de levar em conta conhecer a fundo o perfil do candidato e ele saber do que se trata a empresa para a qual poderá trabalhar. 

Treinamento para os colaboradores

Por mais que os procedimentos de trabalho na organização sejam claros para você e colaboradores mais antigos, não significa que assim será com os que estiverem entrando. Afinal, lembre-se de que a admissão pode incluir pessoas que nunca trabalharam na área e precisarão de boas orientações no começo.

Para que as boas práticas de trabalho continuem, também é essencial manter treinamentos periódicos. O mesmo vale quando novas ferramentas forem implantadas, como um software de gestão, por exemplo.

Criação de planos de carreira

Da mesma forma que você não deseja ver a sua empresa no mesmo status quo após anos, o mesmo desejo têm os seus funcionários em relação à carreira. Mesmo os menos ambiciosos responderão “sim” caso você pergunte se eles têm interesse em crescer profissionalmente (e, claro, ganhar mais dinheiro como consequência).

Para isso, antecipadamente, crie planos de carreira para cada setor do seu negócio de maneira que todos saibam o quão longe poderão chegar ao trazer os resultados esperados.

Melhora do ambiente de trabalho

Uma vez que todos saibam o que precisam fazer dentro das suas funções, a importância que esse trabalho tem para a empresa e como poderão crescer em suas carreiras a partir disso, o local de trabalho se torna produtivo e motivador.

Trate também de investir em momentos que não sejam voltados unicamente à labuta como confraternizações e happy hours. Em momentos de pandemia, plataformas online como o Spatial Chat que simula o ambiente físico das festas corporativas.

Retenção dos melhores funcionários

Por fim, o quinto benefício aqui listado nada mais é do que a consequência dos que citamos acima: a permanência dos seus melhores colaboradores.

Pense no seguinte: se um membro da sua empresa aprende o que deve ser feito, aplica os conhecimentos e cresce como profissional, será que ele continuará como parte da sua empresa ou irá para outra que reconheça o seu talento e, em detrimento disso, pague-o e recompense-o melhor?

Mas, não se preocupe. Na sequência, falaremos sobre os processos que, ao serem aplicados, reduzirão drasticamente as chances de isso acontecer. 

Quais são os seis tipos de processos de gestão de pessoas?

Agora apresentamos os modelos que você deve conhecer ao gerenciar pessoas.

Processo de agregar pessoas

Este primeiro processo envolve fazer com que as pessoas se sintam parte da empresa, sobretudo os novos colaboradores. Por isso, o treinamento de onboarding é tão importante, pois é nesse momento em que eles se sentirão assim pela primeira vez.

Muito embora essa percepção deva ser construída antes disso. O processo de contratação não começa quando o RH recebe currículos e sim quando as pessoas se interessam em trabalhar para a sua empresa.

Portanto, ao trabalhar a sua imagem no mercado, não se limite a divulgar apenas o seu produto ou serviço, mas também um ambiente corporativo profissional do qual as pessoas gostariam de fazer parte.

Processo de aplicar pessoas

Ao contratar um novo funcionário, ele precisa receber uma imersão à cultura empresarial de modo que consiga começar a executar a função para a qual foi contratado com qualidade.

Para que não reste dúvida, esse processo de integração precisa ser bem claro e não deve se restringir somente ao departamento do qual o colaborador fará parte. É importante que tenha uma abrangência de todos os setores e como suas funções fazem o negócio rodar.

A apresentação da missão, visão e valores assim como código de conduta, histórico da empresa, benefícios, remuneração e planos de carreira também são essenciais para despertar o interesse dos novos membros em permanecer na organização, o que aumenta a produtividade e reduz o turnover.

Processo de recompensa de pessoas

Por mais que uma empresa tenha o objetivo de crescer e até mesmo se tornar a maior do seu segmento, sabe o que isso representa na vida prática dos seus funcionários? Nada.

Por mais que essa verdade doa, ela deve servir como ponto de partida para dar aos seus colaboradores o que eles realmente esperam obter como fruto dos seus esforços: reconhecimento e recompensa.

Quando um profissional se sente reconhecido e recompensado, seu empenho no trabalho será maior e, consequentemente, a empresa seguirá firme no alcance do seu objetivo.

Esse bônus pode ser tanto financeiro quanto não-financeiro. O mais importante é, antes de tudo, coletar o que seus funcionários gostariam de ganhar para dar a eles a bonificação adequada.

Processo de desenvolvimento de pessoas

Este processo está diretamente ligado à necessidade de manter todos os funcionários bem treinados. Embora alguns gestores pensem que o treinamento deve ser feito unicamente durante o onboarding dos novos empregados, esse pensamento é errado.

Treinar as suas equipes deve ser uma prática constante, sobretudo porque, considerando as mudanças de mercado (especialmente em termos de transformações digitais) para que todos se mantenham atualizados em termos de nicho e boas práticas.

Se você tiver dificuldade sobre quais capacitações devem ser implantadas, atente-se a quais dificuldades os seus funcionários têm nas tarefas do dia a dia. Montar um treinamento que resolva esses problemas será, com certeza, o meio mais eficaz.

Processo para manter pessoas

Quando funcionários começam a pedir demissão, os prejuízos não demoram a aparecer. Afinal, o negócio passa a contar com pessoas a menos que ajudam a fazer a empresa funcionar. Não obstante, capacitar novos membros é um processo moroso e levará tempo até que eles se adequem e alcancem o ritmo daqueles que pediram contas.

Para evitar que esse tipo de cenário aconteça, é indispensável montar planos voltados à retenção dos seus colaboradores. Isso só ocorrerá se você os mantiver felizes durante o trabalho uma vez que ele seja agradável e produtivo.

Em tempos de pandemia, muitas empresas adotaram o home office. Se for o seu caso, lembre-se de ter uma boa comunicação com os seus liderados, estimule o crescimento deles, ajude-os na composição do plano de carreira e invista em benefícios para mantê-los satisfeitos no seu quadro de funcionários.

Processo de monitoramento dos resultados

O sexto e último processo envolve fazer o monitoramento dos resultados referentes à contratação dos seus funcionários. Para isso, você e seu time ou encarregado de RH devem considerar quais indicadores de desempenho serão utilizados.

Também chamados de KPIs (sigla de Key Performance Indicator), eles têm a função de medir pontos como:

  • taxa de contratação;
  • satisfação dos funcionários;
  • taxa de turnover;
  • retorno do investimento das contratações.

Vale dizer que esse acompanhamento não deve ser feito unicamente com os novos funcionários, mas com todos e de forma contínua para saber em quais níveis estão os seus colaboradores e, também, quais precisam ser capacitados, promovidos ou demitidos.

Gostou deste artigo sobre como funcionam os processos de gestão de pessoas? Acredita que ele pode ser útil a outras pessoas também Então, compartilhe-o nas suas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *