IOT: conheça a internet das coisas e saiba como aderir

O novo termo do momento é a internet das coisas (IoT), que apesar de não ter sido criado em 2022, tem ganhado cada vez mais força dentro das empresas por conta dos avanços tecnológicos e novas realidades criadas.

Isso se torna ainda mais presente porque as aplicações da Internet das Coisas (IoT) são muito diversas e agregam diversos benefícios tecnológicos para sua empresa. 

Dessa forma, com a utilização de automações e inteligência artificial, por exemplo, existem várias possibilidades de inovar e de realizar mudanças importantes dentro do seu negócio, tornando-o mais veloz e qualificado. 

Neste artigo, você compreenderá o conceito de internet das coisas (IOT) e como isso pode ser abordado dentro da sua empresa. 

    Entenda o funcionamento da internet das coisas

    A internet das coisas é um dispositivo eletrônico que realiza a comunicação com os outros sistemas da empresa por meio da conexão wireless (também conhecida como uma conexão que não utiliza fio).

    Dessa forma, esse aparelho realiza a transmissão de dados, levando em conta atuação para uma solução digital. Isso ocorre nos dispositivos que são conectados à internet. 

    Imagine o seguinte exemplo: existe um sensor dentro da empresa que analisa qual é a temperatura de uma máquina, de modo a resfriá-la quando necessário, ou mesmo um equipamento que identifica a capacidade radioativa do local. 

    Por meio dessa tecnologia, o sensor pode ser inserido em um local de difícil acesso, enviando dados precisos e realizando o monitoramento do equipamento. 

    Ou seja, essa é uma ação que traz segurança para a empresa, facilitando a comunicação entre máquinas, alarmes ou indicadores usados pelas equipes de gestão e manutenção.

    De forma geral, esse sensor se torna inteligente e pode ser utilizado em diversos ambientes empresariais, inclusive, em centros de distribuição, se conectando a partir da internet aos demais sistemas.

    A internet das coisas na prática 

    Diante desse avanço tecnológico, você deve estar na dúvida sobre como implementar a internet das coisas em sua empresa. Não se preocupe que vamos esclarecer isso nos próximos tópicos. 

    Esse elemento pode ser utilizado em:

    • sensores;
    • computação em nuvem;
    • inteligência artificial;
    • machine learning

    Vamos compreender o que cada um desses pontos representa?

    Compreenda os elementos da internet das coisas

    No caso dos sensores, foi o exemplo que citamos no tópico acima. Basicamente, são ferramentas que identificam inconstâncias e conseguem trazer informações que são úteis para o controle operacional da empresa. 

    Outra ferramenta tecnológica que faz parte do sistema é o acesso em nuvem, ou seja, a internet das coisas permite que todo o processamento e armazenamento de dados esteja em nuvem, sendo acessado remotamente.

    Quando falamos sobre o fluxo de informações e dados, é importante ressaltar que esse número é elevado. 

    Dessa forma, o processo de armazenamento de informações, a coleta de dados remotos e todo esse processamento é favorecido pela internet das coisas. 

    Outro ponto que vale a pena ressaltarmos neste processo é a inteligência artificial. 

    Esse processo consiste no treinamento de computadores para realizar processos automatizados. Como resultado, a empresa ganha eficiência na realização de suas atividades. 

    Além disso, por meio da inteligência artificial é possível realizar a previsão de erros, verificar novas experiências e contar com um aprimoramento automático das máquinas, por meio do aprendizado programado, melhorando atividades diversas. 

    Com isso, os equipamentos atuam de forma eficiente e a empresa consegue ter uma redução de erros e de gastos. 

    Por fim, vale a pena citarmos a Machine Learning, que trabalha no processo de compreensão de dados que são coletados pelos dispositivos vinculados à internet das coisas. 

    Com a programação correta a máquina (e IA) continua se desenvolvendo e aprimorando sua forma de execução das tarefas.

    Dessa forma, existe uma análise sofisticada do volume de informações e de algoritmos que são obtidos bem como uma “leitura” e aprendizado desses dados.

    Esses sistemas automatizados melhoram os aspectos operacionais da empresa e facilitam a gestão de crises. 

    Além disso, com essa técnica sua empresa obtém novos insights de negócios, rastreia ações que podem ser defeituosas e consegue ter um melhor rendimento no mercado. 

    Os benefícios da utilização da IoT

    No decorrer da leitura desse artigo você já deve ter percebido algumas vantagens e benefícios do uso da internet das coisas. 

    Mas, vale a pena ressaltarmos como essa ação pode ser importante, partindo de aspectos como:

    • melhoria da organizacional;
    • inserção de ferramentas tecnológicas;
    • otimização do processo de gerenciamento;
    • prevenção e controle de riscos;
    • otimização do gerenciamento de dados;
    • promoção da segurança empresarial.  

    Além disso, é importante ressaltar a importância da internet das coisas do ponto de vista da divulgação desses elementos para os clientes. 

    Essa técnica pode ser vista a partir do inbound marketing, que também é chamado de marketing de atração. 

    Afinal, as campanhas e segmentações de conteúdos, nichos e públicos podem ser melhor traçados com a internet das coisas aplicadas às máquinas e a IA como um todo, visto que também há mais agilidade proporcionada aos atendimentos.

    Dessa forma, a IoT pode ser divulgada nas suas redes sociais e site da empresa e usada para criar ações estratégicas mais efetivas.

    Deixe um comentário